terça-feira, 22 de janeiro de 2019

1977 - Morre Maysa, cantora e compositora brasileira



No dia 22 de janeiro de 1977, o Brasil perdia a cantora, compositora e atriz Maysa. Ela morreu aos 40 anos, em um acidente de carro, na ponte Rio-Niterói, quando se preparava para passar o final de semana em sua casa de praia, em Maricá. Familiares dizem que ela não dormia fazia dias por conta de uso de remédios para emagrecer e que isso teria causado o choque fatal contra a mureta central da ponte. Conhecida pelo forte temperamento, ela também enfrentava problemas com a bebida. Nascida no dia 6 de junho de 1936, Maysa compôs, aos 12 anos, o samba-canção Adeus. Quando tinha 18 anos, casou-se com o milionário paulista André Matarazzo, quase 20 anos mais velho. Em 1956, nasceu o seu único filho, Jayme Monjardim Matarazzo, que é diretor de cinema e de telenovelas.

Durante os dois anos de seu casamento, Maysa cantava apenas em festas de família, já que seu marido era contra sua carreira. Contudo, conheceu o produtor Roberto Corte Real, que a levou para gravar um disco. Nesse LP foi lançada a música “Meu mundo caiu”, um dos seus maiores sucessos como compositora. Separada, Maysa teve vários relacionamentos amorosos depois, entre eles, com o compositor Ronaldo Bôscoli, o empresário espanhol Miguel Azanza e o maestro Julio Medaglia. Quando esteve com Azanza, em 1963, morou na Espanha com o filho e só voltou de vez ao Brasil em 1969. A cantora também teve uma intensa carreira internacional, com apresentações em diversos países da América do Sul, Estados Unidos, Europa e Japão. Ela também participou do movimento Bossa Nova. Na década de 70, deu início à carreira de atriz, com participações em O Cafona, Bel-Ami e no espetáculo Woyzeck, de George Büchner.


Nenhum comentário:

Postar um comentário