domingo, 27 de janeiro de 2019

2013 - Ocorre a tragédia na boate Kiss, em Santa Maria



O dia 27 de janeiro de 2013 deixou uma trágica lembrança na memória dos brasileiros. Nesta data, um incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), matou 242 pessoas e feriu outras 116. As chamas ocorreram na madrugada, durante uma festa de universitários no local. O fogo foi provocado por um sinalizador acionado por um integrante de uma banda que se apresentava na discoteca.

As más condições de segurança do local e falta de preparo apropriado para uma situação de emergência, como no caso de um incêndio, foram determinantes para a tragédia. De acordo com a polícia, em torno de 1000 a 1500 pessoas estavam no local, embora a capacidade oficial fosse para 691 pessoas. Este foi o segundo pior acidente do tipo no Brasil – o maior ocorreu no Gran Circus Norte-Americano, em 1961, em Niterói (RJ), que matou 503 pessoas.

Uma investigação foi realizada para apurar as responsabilidades dos integrantes da banda, dos proprietários da boate e do poder público. Fora isso, o incidente abriu um debate sobre as condições de segurança em casas noturnas e o uso de recursos pirotécnicos em locais fechados e lotados de pessoas.

Seis anos depois, ninguém foi responsabilizado criminalmente pelo incêndio, que matou na sua maioria jovens universitários. Sem data definida, ainda falta uma decisão sobre o júri popular dos quatro réus do processo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário