quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

1952 - Começa o reinado de Elizabeth II no Reino Unido

 
 
Em um dia como este, no ano de 1952, o rei George VI da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte morreu por conta de uma longa doença, enquanto dormia na propriedade real de Sandringham. A Princesa Elizabeth, a mais velha das duas filhas do rei e próxima na fila de sucessão, estava no Quênia quando seu pai faleceu. Mais de um ano depois, ela era coroada rainha Elizabeth II, no dia 2 de junho de 1953, aos 27 anos. A Rainha Elizabeth, nascida em 21 de abril de 1926, foi preparada desde menina para suceder o seu pai. Ela se casou com um primo distante, Philip Mountbatten, em 20 de novembro de 1947, na Abadia de Westminster, em Londres. O primeiro filho dos quatro filhos de Elizabeth, o príncipe Charles, nasceu em 1948.
 
Desde o início de seu reinado, Elizabeth compreendeu o valor das relações públicas e permitiu que sua coroação fosse televisionada, apesar das objeções de primeiro-ministro Winston Churchill e outros que achavam que isso tiraria o prestígio da cerimônia. Apesar de ela ter se tornado popular no mundo inteiro, seu reinado teve algumas controvérsias, como por exemplo o caso do divórcio do seu filho Charles com a princesa Diana, em que ela foi criticada por sua postura fria na situação. 
 
O mesmo ocorreu quando Diana morreu em um acidente de carro, em 1997, em Paris. Além disso, o papel da monarquia no Reino Unido também é debatido nos tempos modernos, já que são os contribuintes britânicos que pagam as despesas de viagem da família real e a manutenção do palácio. Ainda assim, os membros da realeza são embaixadores mundiais eficazes para a Grã-Bretanha e um grande atrativo turístico. A rainha é uma das mulheres mais ricas do mundo, com diversas participações em propriedades e dona de coleções de arte e joias.
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário