sexta-feira, 8 de março de 2019

1975 - ONU oficializa o Dia Internacional da Mulher



A partir de 1975, a ONU oficializou o dia 8 de março como o Dia Internacional da Mulher, criado com o objetivo de relembrar as lutas sociais, políticas e econômicas das mulheres. Com o tempo, a data perdeu um pouco do seu sentido original e ganhou apelo comercial e caráter festivo, com as mulheres recebendo flores ou presentes dos homens. Mas ultimamente está havendo um processo de resgate de seus valores originais.

O primeiro Dia Internacional da Mulher foi celebrado em 28 de fevereiro de 1909 nos Estados Unidos, por iniciativa do Partido Socialista da América. No ano seguinte, no dia 18 de março, o Dia Internacional da Mulher contou com a mobilização de mais de um milhão de pessoas na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça. Contudo, nos EUA, a data seguiu sendo comemorada no último domingo de fevereiro. As mulheres queriam direto a voto, permissão para ocupar cargos públicos e também protestavam contra o fim da discriminação sexual no trabalho.

Na Rússia, a data teve origem no começo do século passado, em 1917, quando trabalhadoras realizaram uma greve, na qual exigiam melhores condições de trabalho, além de protestar contra a participação do país na Primeira Guerra Mundial e pela derrubada do czar Nicolau II. Essas manifestações, coincidentemente, marcaram o início da Revolução Russa. O dia 8 de março é feriado oficial na Rússia, Bielorrússia, Macedônia, Moldávia e Ucrânia. Depois, nos países ocidentais, a data acabou esquecida e só foi relembrada pelo movimento feminista na década de 1960.


Nenhum comentário:

Postar um comentário